virtual tours

Como as Visitas Virtuais Guiadas podem ajudar o seu negócio

As Tecnologias Imersivas estão realmente a ter um grande empurrão. O mercado está repleto de aplicações novas e inovadoras, e as Visitas Virtuais Guiadas são um óptimo exemplo disso.
Existem muitos tipos de passeios virtuais com diferentes funcionalidades, alguns deles feitos para mostrar casas imobiliárias por meio de digitalização 3D, panoramas estáticos para museus com Hotspots, staging 3D para visualizar digitalmente como será o local com todos ornamentos e decoração, vídeos panorâmicos de locais (por exemplo: um timelapse de 360) e muitos complementos que o ajudam a vender o seu produto/serviço.

Uma coisa que sempre sinto é que essas visitas virtuais não são suficientemente atraentes. Os profissionais fazem um excelente trabalho na captura, edição e produção do conteúdo … mas perdem na vertente de engajamento, perdem uma história.
É claro que existem muitos conteúdos interessantes para contar histórias de VR, mas estes geralmente ficam a perder em alguns aspectos básicos de negócios/marketing.
As Visitas Virtuais Guiadas são o conceito perfeito que combina e usa todos os aspectos que faltam, desde negócios até ao engajamento.
Com a Cyango, estamos a dar os primeiros passos no sentido de envolvero utilizador e gerar leads.

O que são visitas guiadas virtuais?

O principal objetivo de uma visita guiada é enriquecê-lo com informações novas e valiosas e, ao mesmo tempo, com diversão à mistura.


Todas as empresas devem ter conteúdo atraente para criar novos leads para possíveis clientes, e as visitas virtuais guiadas são um dos melhores exemplos a serem usados.


Pense no vídeo, que é considerado o “rei” do conteúdo. Agora imagine um vídeo, em 360 graus, com interações, acesso a informações detalhadas em tempo real, com elementos prontos para comprar e tudo isso enquanto conta uma boa história.

São estes ingredientes que trazem o próximo nível de conteúdo de vídeo para os negócios.
A Cyango é um software que o ajuda a fazer isso, com pouco conhecimento dos aspectos técnicos da construção de uma visita virtual. Permitindo que se concentre no que é importante: uma boa história.


As Visitas Virtuais Guiadas aplicam-se a todos os setores de negócios, basta saber contar uma história.

De acordo com um estudo realizado pela coast2coast e pelo Adobe Scene7 Viewer, os viajantes são 150% mais engajados, 48% mais convencidos a reservar e 92% dizem que os hotéis essenciais são passeios virtuais.
Com uma visita virtual guiada, as chances são ainda maiores com boas histórias.
Onde o utilizador pode ter uma melhor percepção do espaço, enquanto interage com os anfitriões do local, criando as primeiras impressões.
Portanto, uma primeira grande vantagem para o seu negócio: se investir na criação de uma boa história, com uma visita virtual guiada, garantirá que o espectador sempre tenha uma boa impressão, gerando leads com mais facilidade.

TAMBÉM POSSO CONTAR UMA BOA HISTÓRIA COM O VÍDEO TRADICIONAL, ENTÃO QUAL É A DIFERENÇA?

Todos podem contar uma boa história através do vídeo tradicional… MAS a principal diferença é que uma visita virtual guiada é interativa de maneiras que não são possíveis nas plataformas de vídeo mais usadas (Youtube, Vimeo, etc.).
E se estiver a gerir um museu e quiser criar uma visita virtual especial, que permita aos espectadores interagir com digitalizações em 3D de esculturas reais, com guia de áudio? Com a Cyango você pode fazer isso.

virtual tours
Representação de uma escultura 3D numa visita virtual guiada

As Visitas Virtuais típicas têm muitos navigation points. Os profissionais costumam fazer scan 3D a toda a casa e formar um digital twin, e geralmente forçam o espectador a andar pela casa inteira para ver os pontos principais. Para mim, isso não é atraente o suficiente, a tecnologia é óptima, a qualidade é óptima, mas perde no engajamento. Na maioria das vezes, o espectador perde-se dentro de casa, perdendo detalhes importantes. Actualmente, o mercado está a usar as chamadas “Visitas Guiadas ao Vivo”, nas quais pode conversar por meio de uma video-conferência com o proprietário/anfitrião. Na minha opinião, poucas pessoas usarão esse recurso. É como ir a uma loja de roupas e ter um colaborador forçando a conversa com “Posso ajudar?”, na maioria das vezes você evita a pergunta.

No sector imobiliário, a confiança no agente é tudo. Se mostrar uma casa vazia sem orientação, provavelmente está fazendo visitas virtuais de maneira errada. A pessoa interessa-se pela casa por necessidade ou agrado, mas se orientar o seu cliente pela casa com um bom storyboard, provavelmente fechará o negócio rapidamente. Isso pode ser feito com vídeo tradicional… MAS, mais uma vez, se quiser se diferenciar dos outros agentes imobiliários, convém que o vídeo seja interativo e mostre uma melhor percepção do local e faça com que o espectador sinta que está lá. Este é um óptimo ponto de venda, e a casa vender-se-á com a ajuda de uma visita virtual guiada.

Ainda é 2020, e ainda estamos lutando contra o COVID-19, e a economia do turismo está realmente a sofrer. As Visitas Virtuais Guiadas vêm ao seu socorro!
Hotéis, restaurantes, atividades de turismo e turismo rural podem explicar como estão seguir as regras e processos de segurança e higiene. Por exemplo, explicando o processo quando você entra na casa e mostrando como o distanciamento social está a ser mantido quando está na esplanada, e pode sentir-se seguro bebendo o seu vinho favorito.

monte do colmeal
Anfitrião mostra procedimentos de higiene e segurança na sua visita virtual guiada

Portugal é um ótimo caso de estudo sobre a implementação e a promoção de medidas de segurança. Criou um protocolo que garante um local seguro e limpo, que pode ser facilmente integrado e exibido numa visita virtual guiada.

clean and safe
Selo de certificado Clean & Safe usado em Portugal

Acessibilidade

Se deseja que a sua visita virtual se espalhe por todo o mundo, você precisa de garantir que todos o entendam. A linguagem é a primeira barreira a quebrar. E na narrativa, existem alguns recursos fundamentais que precisam estar presentes, como legendas ou áudio em vários idiomas. Também a linguagem gestual pode ser implementada na visita virtual.

Conclusão

A melhor maneira é contar uma história. Uma rica história interativa.
Se está convencido, saiba mais em https://www.cyango.com


Veja também as 9 vantagens de ter um tour virtual aqui.

Start typing and press Enter to search